SPED: NF-e: Guardar um XML que não seja válido está correto?

A Nfe (nota fiscal eletrônica) está em funcionamento para alguns desde 2008/2009 e a partir desta data cada vez que emitimos uma nota fiscal seja entrada ou saída, um “set” de arquivos xml (4 a 6) são gerados e ficam armazenados nos servidores, todos nós sabemos da obrigatoriedade e tratativa que devemos dar a estes arquivos.

Porém uma boa pergunta é, e quando o XML é inválido devemos guardar? por quanto tempo?

A resposta é simples: Guardar um arquivo digital que não seja válido, não tem utilidade legal

O difícil é a complexidade disso no dia-a-dia. Se for manual pode esquecer, o risco de eliminar arquivos válidos é altíssimo, o ideal seria buscar uma solução de armazenamento dos XML’s que tenha não somente visualização das notas como também o gerenciamento de todos os arquivos referente ao documento fiscal emitido.

O detalhe sobre o que fazer com os arquivos inválidos está no famoso site  “Spedito” do Roberto Dias Duarte. Clique aqui.

Etiquetado , , , , , , ,

Área livre para expressar sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: